Igreja São Benedito, no Centro, é alvo de vandalismo
09/09/2021 07:54 em Cidade

A Igreja São Benedito, no Centro de Piracicaba, foi alvo de vandalismo e pichação e amanheceu com as escadas pintadas de tinta vermelha. O dano ocorreu um dia após a capela, que pertence à Catedral Santo Antônio e tem o prédio tombado pelo Codepac (Conselho de Defesa do patrimônio Cultural), ser palco do Grito dos Excluídos, manifestação popular que ocorre no dia 7 de setembro em todo o país, desde 1.995.

Publicações que circularam nas redes sociais nesta quarta-feira (8) atribuíram o vandalismo à vereadora Raí Almeida (PT), que participou da manifestação nesta terça-feira (7). Pela manhã, a parlamentar publicou uma nota em seu perfil do Instagram, informando que ‘não organizou nenhuma ação, não sugeriu ou muito menos ordenou qualquer ato de vandalismo’.

“Mais uma vez, como tem ocorrido com frequência quase diária, fui vítima de mentiras e fake news criadas por quem se opõe à nossa luta pela cultura, pela democracia, pelos direitos humanos, pela nossa cidade e país”, informou a petista na nota.
“Desta vez, o gabinete do ódio em sua versão piracicabana associa uma foto em que apareço em importante ato do Grito dos Excluídos (em frente à Igreja de São Benedito – ocorrido na manhã de ontem, terça-feira, 7 de setembro) a pichações e algumas manchas de um líquido vermelho derramado por ali”, acrescentou.

O vigário geral da Diocese de Piracicaba e pároco da Catedral Santo Antônio, monsenhor Ronaldo Francisco Aguarelli, que também responde pela Capela São Benedito, informou que registrou boletim de ocorrência e disse que ‘aguarda que as autoridades apurem os fatos e tomem as providências cabíveis’. O religioso informou que, ao menos inicialmente, não foram constatados outros danos na estrutura da capela.

Mais informações sobre esse fato você acompanha na edição impressa do Jornal de Piracicaba desta quinta-feira (9).

Beto Silva
beto.silva@jpjornal.com.br

FONTE: O JORNAL DE PIRACICABA

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!