Piracicaba alcança 400 mil habitantes em 2018, diz estimativa do IBGE
30/08/2018 08:03 em Cidade

Levantamento do instituto aponta alta de 9,9% no número de habitantes desde 2010, ano do último censo.

 

Piracicaba (SP) alcançou, em 2018, 400.949 habitantes, segundo a estimativa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgada nesta quarta-feira (29). O índice é 9,9% maior que o do último censo feito pelo instituto, em 2010, quando a cidade tinha 364.571 moradores.

 

A estimativa de população para todos os municípios tem como data de referência 1º de julho deste ano. Os dados foram publicados no Diário Oficial da União desta quarta. Em todo o país, a população chegou 208,5 milhões, de acordo com o IBGE.

 

A estimativa de 2017 para Piracicaba apontava população de 397.322, o que significa alta de 0,9% em um ano. Já em 2016, os dados do IBGE mostravam que a cidade tinha 394.419 habitantes. De 2016 para 2018, o crescimento é de 1,6%.

 

Para o professor do Departamento de Planejamento Territorial de Universidade Estadual Paulista (Unesp) Roberto Braga, o crescimento demográfico de Piracicaba se deve a instalação de indústrias e ao crescimento econômico da cidade principalmente na última década.

 

No entanto, Braga afirma que, apesar da importância simbólica da cidade alcançar a barreira dos 400 mil habitantes, o crescimento populacional não é grande. Diz, ainda, que essa pequena alta é uma tendência global.

 

"Piracicaba não cresce tanto quanto às vezes as pessoas imaginam. Há um crescimento da cidade em si que aparenta muito maior do que o crescimento demográfico", diz o professor. Segundo ele, a expansão da área urbana dá a impressão de que o número de habitantes é maior, mas esse crescimento se deve a vários fatores ligados ao mercado imobiliário.

 

"É a lógica financeira, do mercado imobiliário. Vai havendo uma demanda de ativos imobiliários para investimento. Quando você vai a qualquer lançamento de negócios as pessoas sempre perguntam se é para morar ou investir", exemplifica.

 

"Você tem hoje, na verdade, na cidade de Piracicaba muito mais residências do que são necessárias para a população. É um superávit de habitações. É claro que para a população de baixa renda existe uma falta de habitação, mas para a classe média está suprido".

Fonte: https://g1.globo.com/sp/piracicaba-regiao/noticia/2018/08/29/piracicaba-alcanca-400-mil-habitantes-em-2018-diz-estimativa-do-ibge.ghtml

COMENTÁRIOS